sábado, setembro 03, 2011

Irlanda - Música Tradicional


Um surpreendente aspecto da música tradicional irlandesa é como ela sobreviveu ao longo dos séculos quase como um organismo vivo. Por que a Irlanda se manteve essencialmente como um país agrícola até meados dos anos 60 e também por causa de 3 séculos de imigração constante, a música tradicional conseguiu com sucesso se transferir da zona rural para a área urbana de todos os modos possíveis.

A música tradicional pura que vemos hoje em shows ou em pubs sofreu inúmeras mutações devido à influência de outras culturas, exemplos conhecidos no mundo musical é a música de Van Morrison se misturando com o R&B, o grupo de rock Moving Hearts mesclando gaitas de fole com o rock, The Pogues fazendo uma fusão de tradições com punk e até mesmo o grupo Afro-Celt Sound System no final dos anos 90 quando misturou música africana, eletrônica, technno e música celta.

Afro Celt Sound System 



A maioria das músicas instrumentais irlandesas eram ouvidas como acompanhamento das danças, ou seja, a música era composta apenas para as pessoas dançarem. Era um repertório dos trabalhadores rurais e fazia parte da expressão cultural da comunidade.

Essa música era composta para acompanhar celebrações, geralmente interpretadas em celeiros ou nos campos quando o clima permitia, essas celebrações podiam ser casamentos, feiras, dias santos. Por séculos essa foi a principal fonte de recreações para os irlandeses e até hoje existe esse tipo de celebração pelo país.

Van Morrison - Astral Weeks



A dança tradicional irlandesa não era em sua essência uma apresentação, quase não havia pagamento envolvido, não existia expectativa de um show propriamente dito, e a música e dança eram dois elementos em meio à uma série de outras atrações, como canto, contação de histórias, jogo de cartas e outros tipos de jogos.

Pouco se sabe ou se gravou da música tradicional e da dança antes do século 17, mas é bastante claro que o repertório tradicional conhecido hoje tenha entre 200 e 300 anos.

The Pogues - If I Should Fall From Grace with God



O poder da música tradicional é a possibilidade de um músico recriar a música a cada performance, utilizando a técnica e a habilidade para decorar a diferentes variações de uma mesma música, é a criatividade que ajuda a interpretar canções de outros músicos reproduzindo seus fraseados e entonações.

A maioria dessas músicas para dança são reels e jigs, mas muitas músicos tocam polkas, mazurcas e músicas escocesas. Na Irlanda, o número desse tipo de música de repertório nacional ultrapassa 6.000, a tradição oral foi mantida por músicas passadas de um cantor ou instrumentista para outro durante apresentações, e o repertório é constantemente adulterado à medida que novas músicas são incluídas e outras compartilhadas.

The Dubliners - Fiddlers Green



Na Irlanda atualmente os pubs são amplamente usados como os lugares para apresentações de músicas tradicionais. O fenômeno do pub irlandês se tornou mundialmente conhecido, sendo encontrado em grandes cidades ao redor do mundo.

Os pubs estão relacionados com a música desde os anos 60, e a 1° sessão musical em um pub não foi realizada na Irlanda, mas sim em Londres no ano de 1947, com a reconstrução da cidade, dezenas de irlandeses foram trabalhar na indústria da construção, e nos pubs londrinos se encontravam para beber, matar a saudade de sua pátria, de sua família.

Como suas casas temporárias eram muito pequenas, os pubs ofereciam uma oportunidade de se encontrarem e tocarem com informalidade, esse desenvolvimento teve implicações ao longo dos anos para a música tradicional irlandesa.

Irish Reels - Naomh Pádraig Céilí Band 



Esse novo ambiente propiciou a saída da música tradicional do ambiente doméstico ou da comunidade e dividiu a música da dança, anteriormente inseparáveis por causa da proibição em alguns pubs. A música nos pubs influenciou economicamente a indústria da bebida.

Em 10 anos, os pubs se espalharam por toda a Irlanda, e viraram sinônimo de música tradicional.

Gaita de Fole - Johnny Doran

Foi sem dúvida o maior músico de gaita de fole da Irlanda nas décadas de 30 e 40, influenciou a maioria dos músicos desse instrumento, alguns de renome internacional como Davy Spillane e Paddy Keenan.



Nesse vídeo do Youtube, Paddy Keenan e Davy Spillane juntos.


Harpa - Máire Ni Chathasaigh


Uma das principais harpista irlandesas, seu sucesso se deve ao fato de ter conseguido adaptar as músicas de dança irlandesas para a harpa.


Máire Ni Chathasaigh e Chris Newman no Shrewsbury Folk Festival em 2008





Gaita Irlandesa ou Uilleann pipe

Uma das mais conhecidas gaitas da Irlanda e talvez do mundo por ter sido utilizada em diversas trilhas sonoras, a gaita irlandesa é a mais difícil de ser tocada tanto que existe um ditado que diz : "7 anos aprendendo, 7 anos praticando e 7 anos tocando" é o que precisa para ser considerado um mestre nesse instrumento.

As gaitas existem na Irlanda desde o século dezoito, e chegaram nesse formato que conhecemos hoje em 1890, usados por músicos das cortes e também pelos músicos itinerantes que se apresentavam em diversas cidades participando de feiras e eventos.

Um dos maiores instrumentistas desse tipo de gaita é Liam O´Flynn com trabalhos na música tradicional e com compositores clássicos irlandeses como Shaun Davey.

Liam O´Flynn - Dark Slender Boy



Bodhrán 

Instrumento de percussão irlandês, muito usado em músicas tradicionais irlandesas sendo introduzido na música pop irlandesa em meados dos anos 60 pelo músico Sean Ó Riada  trazendo ao interesse de músicos de outros países.

O instrumento ficou conhecido mundialmente depois que Caroline Corrs o usou no The Corrs Unplugged.

The Corrs - Toss The Feathers



Flautas 


Um dos maiores músicos de flauta na Irlanda é Matt Molloy, mais conhecido pelo seu trabalho no tradicional grupo The Chieftains, além de músico Matt possui um pub na cidade de Westport onde reúne sempre grandes artistas para apresentações musicais.

Matt Malloy and The Chieftains - The Mason´s Apron 



Fiddles

Fiddles é qualquer instrumento tocado com um arco, inclusive o violino, mas essa denominação fiddle é sempre usada quando associada a música tradicional irlandesa. 

Na Irlanda esse instrumento é muito popular e em muitas áreas do país existe um modo de tocar de acordo com as características regionais de estilo e repertório. 

Liz Carroll - Jigs


Bouzouki, Violão e Acordeão

1) Bouzouki 

Á primeira vista parece estranho listar um instrumento de origem grega na lista de instrumentos irlandeses, mas por causa de sua melodia foi inserido na música folk por Johnny Moynihan em meados dos anos 60 e popularizado por Donal Lunny. O instrumento sofreu diversas transformações, perdendo sua forma original e seu som ficou mais parecido com o do bandolin. 

2) Violão 

O papel do violão na música tradicional irlandesa é de acompanhamento e hoje em dia existem muitos músicos que o colocam como instrumento principal em suas apresentações. 

3) Acordeão

É um instrumento muito importante na música tradicional, encontrado em quase todas as grandes bandas irlandesas, conta com uma vasta lista de músicos, tendo destaque para Sharon Shannon. 

4) Concertina 

É um outro tipo de acordeão também muito popular na Irlanda, principalmente nas fazendas no começo do último século, principalmente na cidade de Claire que produziu alguns dos melhores músicos desse instrumento como Mary MacNamara e Noel Hill. 

Nomos - I Am Going to Set you Free


Alguns outros nomes da música tradicional irlandesa : 

Altan 

Grupo formado em Belfast nos anos 90, a cantora Mairéad Ni Mhaonaigh e o instrumentista Frankie Kennedy, seu melhor álbum é o Island Angel seguindo uma tradição de outras bandas irlandesas como Clannad e The Chieftains, gravado antes da morte de Frankie, esse álbum permanece um clássico que merece ser ouvido.

Mary Black

Uma das mais conhecidas e importantes cantoras irlandesas, se apresentando e cantando no país desde os anos 70, seu melhor álbum é o Holy Ground de 1993. 

Davy Spillane 

Davy é um dos principais músicos de gaita de fole atualmente, membro do grupo Moving Hearts que mescla rock e música tradicional, tem trabalhado com diversos músicos, inclusive com Steve Winwood e Kate Bush.

Afro-Celt Sound System

Um projeto musical que visa fundir diversos estilos música africana, celta, irlandesa e ritmos eletrônicos, formado em 1996 com uma formação eclética que incluía Sinead O´Connor (ainda não conhecida mundialmente) e músicos africanos como Moussa Sissokho.

The Chieftains 

Um dos mais importantes grupos de música irlandesa, conhecido mundialmente, sob a liderança do instrumentista Paddy Maloney, já tocou com Sting, Alisson Krauss e muitos outros.

Anúna 

Michael McGlynn formou e dirige um dos mais respeitados grupos vocais da Irlanda, são 22 cantores que mesclam músicas tradicionais irlandesas, músicas latinas polifônicas e composições em celta do próprio Michael.

Clannad

Grupo da cidade de Donegal nos anos 80, ficou mais conhecido por participar da trilha sonora da mini-série inglesa chamada Harry´s Game, levando a música título ao 1° lugar nas paradas Britânicas e Irlandesas.

Não quis colocar aqui alguns grupos que são mundialmente conhecidos como U2 e The Corrs, ou até mesmo The Frames por que seria como chover no molhado, no entanto, ao escrever esse texto traduzindo alguns livros de música tradicional irlandesa que eu comprei, aprendi e conheci diversos outros músicos e bandas desconhecidos do público brasileiro. Para quem quer se aprofundar no assunto e conhecer mais sobre a música e a cultura celta, leio sempre um blog muito legal chamado Celtas Today, vale a pena.

Tenho alguns textos traduzidos sobre instrumentistas irlandeses, à medida que conseguir vou postando aqui. Ainda preciso aprender como disponibilizar meus cds irlandeses e celtas para vocês musicólatras, espero conseguir em breve uma maneira de compartilhar com vocês sem sermos taxados de criminosos. 

Espero que tenham gostado, volto com músicas de outros países em 30 dias.

Texto: Marcello Lopes
Vídeos: Youtube



6 Musicólatras Comentaram:

Edison Junior disse...

Excelente post, Marcello! Muito instrutivo e interessante. Valeu!

Edison Junior disse...

Complementando agora que já ouvi as músicas, algumas lembram muito as country music americanas (de raiz, se podemos dizer assim) com suas rebecas, seus ritmos e melodias.

Marcello disse...

Verdade Edison, vale lembrar que os EUA foi colonizado por ingleses, italianos,irlandeses (NY, Boston e outras cidades)então muito do folk americano vem dessas imigrações.

BA John BA disse...

Excelente! Gracias por el post.
Espero que os guste Bernard Fitzpatrick, un composito irlandés que lleva mcuho tiempo tocando y componiendo pero que acaba de sacar su primer album, The Folk Songs. Espero que os guste!

https://soundcloud.com/bernardf

MALATESTA disse...

faltou dispor download pra eu me embriagar...

Lygia Ruas disse...

Olá, pessoal.

Para quem curte música irlandesa, procurem por The High Kings no youtube e escutem!

Aqui vai uma música:

http://www.youtube.com/watch?v=0QdbeM2JWYE

Versões cheia de vida para antigos clássicos irlandeses de bandas como The Dubliners, The Furey's, The Clancy Brothers, etc.

Não deixem de conferir!

Abraços,
Lygia