sexta-feira, maio 20, 2011

Fats Waller

Nos anos 1920, quando o jazz já havia saído de New Orleans e fazia estágio em Chicago e Nova Iorque, surgiu nessa última um pianista, natural do bairro do Harlem, chamado Thomas “Fats” Waller (1904 – 1943). Estudou na escola Juilliard de música e foi discípulo de James P. Johnson, além de beber de toda a cultura musical que estava se formando. Tocou em igrejas, cinemas, festas e cabarés, enfim, em todo e qualquer lugar que houvesse um piano à disposição. Compositor de alguns dos temas standards do jazz, como Honeysuckle Rose, Black and Blue, Squeeze Me e Jitterbug Waltz, tinha uma técnica excepcional ao piano e grande carisma com o público. Além disso, gostava de cantar e conversar com a audiência e chegou a participar de um filme como ator. Embora seu público de então adorasse suas apresentações em pequenos grupos, é pelos solos que registrou que Fats Waller é mais conhecido, sendo considerado um marco do jazz do período de ouro Harlem. Suas harmonias complexas são considerado por alguns especialistas como uma espécie de pré-lançamento do bebop.





1 Musicólatras Comentaram:

Daniel disse...

Nunca tinha ouvido falar no Fats, curti muito a música dele. Grande post.

Abraço