sexta-feira, maio 06, 2011

Airto Moreira

Airto Moreira

O percussionista Airto Moreira nasceu em 1941, em Itaiópolis – SC, mas foi criado em Curitiba – PR. Mesmo antes de começar a andar, não podia ouvir uma música no rádio que começava a batucar no chão com qualquer objeto que lhe caísse às mãos. Aos seis anos já havia vencido alguns concursos de talentos e participava de programas na rádio. Aos treze anos tornou-se músico profissional e mudou-se para São Paulo, onde tocava e cantava em casas noturnas. Conheceu Flora Purin (falaramos mais sobre ela em outro post) em 1965 e foi com ela para os EUA dois anos depois. Tocou com músicos como Cannonball Adderley, Lee Morgan, Paul Desmond, Joe Zawinul, Wayne Shorter, Jack DeJohnette, Check Corea, John McLaughlin, Miles Davis, Quincy Jones, Paul Simon e Gato Barbieri. Além disso, ele fez parte da formação original do Weather Report. Por causa dele, a revista Down Beat criou uma categoria especial de “Percussão” nas pesquisas de crítica e público, a qual Airto venceu por 20 anos em seguida.

Confiram o som de Airto Moreira:

Samba de Flora


Bom final de semana, caros musicólatras!



3 Musicólatras Comentaram:

Thiago disse...

Airto Moreira é um genio! toca qualquer estilo com uma fluencia que só os genios tem!!! A cada dia que passa eu tenho mais certeza que o Brasil é um celeiro de ótimos musicos... infelizmente pouco conhecidos e pouco divulgados. Muito bom o post!
Abraço

Daniel disse...

É a primeira vez que leio sobre o Airto Moreira, não conhecia nada sobre ele.

Excelente post. Depois vou ver os videos com mais atenção.

Abraço
Daniel

Anônimo disse...

Achei genial a expressão "musicólatras", pois sou um deles. Momentâneamente, degusto o CD "Chico", do Chico Buarque. O que posso dizer a respeito é que fico feliz cada vez que o ouço. E isso me basta, embora a faixa "Sinhá" seja especialmente linda. Os isntrumentistas que acompanham Chico compôem a nata do que há de melhor, e este é um dos expoentes do novo trabalho do mestre. Chico, aliás, tem grande importãncia na vida e carreira de Airto Moreira, pois foi aquele quem emprestou a este, em 1967 ou 68, o numerário necessário que permitiu ao percussionista viajar para os Estados Unidos. (a) Evandro da Costa Favacho.