sexta-feira, abril 01, 2011

Wynton Marsalis

Poucos músicos de jazz tiveram uma projeção no mundo artístico tão rápida quanto Wynton Marsalis. Nasceu em 1961, filho de um músico de jazz, o pianista Ellis Marsalis, numa época em que muitas pessoas davam o jazz por morto e enterrado. Poucos amigos de infância sequer haviam ouvido falar no jazz, afinal, era a época do funk (aquele, não esse), com James Brown, Stevie Wonder e outros. Com Wynton e seu irmão mais velho, também músico, Branford, não foi diferente. Também começaram em uma banda de funk e, mesmo muito jovens, conseguiam plateias de até 200 pessoas, 10 vezes mais do que seu pai pianista obtinha normalmente em suas apresentações. Aos 12 anos começou a ouvir uns discos velhos da coleção de seu pai, principalmente John Coltrane, e descobriu seu caminho. Bem jovem ainda, ingressou no grupo de Art Blakey e mais tarde no de Herbie Hancock, até que finalmente formou seu próprio grupo em 1982.

“Todo jazz”, Marsalis costuma dizer, “é moderno. A única coisa que o torna velho é quando ninguém toca.” Estudou música na Julliard School. Milita tanto no jazz quanto na música clássica, tendo recebido inúmeros prêmios ao longo de sua carreira. Também dá aulas, faz palestras e cursos sobre música, cria uma polemicazinha aqui outra ali e toca seu trompete. E como toca.

Them there eyes, de 2008

Homenagem a Louis Armstrong

Uma aula de improvisação sobre a famosa Parabéns a Você

Moto Perpétuo, de Paganini, é uma música originalmente composta para violino, mas existem arranjos para outros instrumentos. Quem conhece a música dificilmente imagina que possa ser tocada por um instrumento de sopro. Somente alguém com a técnica de Wynton Marsalis poderia fazer isso.

Bom final de semana a todos!



2 Musicólatras Comentaram:

Marcello disse...

Caraca !!

Eu adoro a família Marsalis.

Gostei muito do último vídeo, é de arrepiar.

Bom fim de semana.

Daniel disse...

Não conhecia esse jazzista. Muito bom, curti muito os videos, o cara toca demais mesmo.

Abraço
Daniel