quinta-feira, abril 07, 2011

Jazz no Mundo - parte 2 ( Espanha )


Continuando a falar um pouco sobre a difusão do jazz no mundo, me lembrei que a Espanha tem alguns ótimos festivais de Jazz em seu roteiro cultural, como o Festival de Jazz em Madrid e o de Barcelona.

A Espanha conheceu o jazz através das big bands na década de 30/40 o clima político desfavorável à  criatividade dos artistas e o intercâmbio com músicos americanos, a cultura jazzística sobreviveu, e cresceu por influência de um pianista chamado Tete Montoliu, um pianista da Catalunha que nasceu cego, filho de um músico profissional que o incentivou a estudar piano.

Foi inicialmente influenciado por Art Tatum, passando a desenvolver sua própria técnica, anos mais tarde começou a tocar em bares em Barcelona onde conheceu Lionel Hampton que o contratou para sua turnê européia.

Nos anos 60 Tete Montoliu tocou em Nova York, participou de turnês na Europa, nos anos 80 tocou com músicos como Chick Corea, Dizzy Gillespie e Roy Hargrove.

No cenário contemporâneo espanhol me lembro de alguns artistas como Ester Andujar, site oficial dela aquinascida em 1976 e profissional desde 96, a espanhola ganhou o prêmio de melhor cantora por 2 anos seguidos do Festival de Valência, em 2001 e 2002.

Abaixo, na sala Matisse em 2007, Ester canta Elis Regina.



Outro que se destaca na Espanha é Alberto Conde, pianista que iniciou carreira no jazz após participar de um workshop com Thad Jones.



Casos Carles é outro pianista que tem uma importância grande na introdução e difusão do jazz na Espanha, nascido em 1955, se formou em piano e cello na Universidade da Catalunha, além da interpretação de obras clássicas com o seu grupo Casos Carles Quartet, ele produziu alguns artistas importantes no cenário espanhol como Maria Del Mar Bonet.

Jorge Pardo é um saxofonista e flautista que tocou por muitos anos com Paco de Lucia e fez parte da banda de Chick Corea.

Seu estilo mistura origens espanholas como Bulerias e solos improvisados, Jorge gravou alguns álbuns com a famosa Milestone Records nos anos 90, selo que tem como artistas Sonny Rollins e McCoy Tyner.


Leo Giannetto é um guitarrista e vocalista uruguaio que mora em Santiago de Compostela, tem um dos projetos jazzísticos mais empolgantes da Espanha, formou o LGJP (Leo Giannetto Jazz Project) com os músicos Javier Constenla, Diego Pérez e Carlos Arévalo. 


Pablo Seoane Trio é o último dos artistas que eu apresento, é um dos artistas espanhóis que eu mais ouço hoje em dia, pianista de formação jazzística clássica mas que se aproxima muito das raízes africanas, formou em 2002 o seu trio com os músicos Juan Cañadas Ferro (baixo), Carlos López (bateria). 


Eu sei que provavelmente estou esquecendo de alguns importantes músicos, mas os meus posts estão sendo feitos com base no que eu conheço e lembro de memória, sem tentar fazer uma pesquisa muito aprofundada, a não ser para achar seus vídeos.

Espero que gostem, semana que vem falo mais de Jazz no Mundo. 

Marcello Lopes



2 Musicólatras Comentaram:

Edison Junior disse...

Muito legal, Marcello, mais uma ótima viagem. Salvo o Gianetto, de quem já ouvira falar, não conhceia os demais.

Daniel disse...

Ótimo post Marcello. Bom dessa nova lista eu não conheço ninguem, também não consegui assistir todos os videos ainda.

Em uma semana não da para conhecer tudo...rs. É muita novidade de uma vez, não da tempo nem de respirar..hahah.

Valeu pelas dicas.

Abraço