quinta-feira, março 10, 2011

Sidney Bechet


Sidney Bechet nasceu no dia 14 de Maio de 1897 e foi clarinetista e saxofonista.

O jazz começava a se expandir para fora de Nova Orleans, atingindo Chicago, Nova York e parte da Europa, um dos mais ousados instrumentistas dessa época foi Sidney Bechet.

Aos 6 anos aprendeu a tocar sozinho a clarineta usando o instrumento do irmão, aos 8 anos já tocava ao lado de um músico profissional.


Aos 20 anos de idade, depois de tocar com todas as grandes orquestras nos EUA, Sidney começa a viajar para outros países, primeiro fazendo turnês com o músico de blues Clarence Williams, depois tocando com a orquestra de King Oliver adotou o sax-soprano, sendo considerado um especialista desse instrumento em todo o mundo.

Depois que terminou a 1° Guerra Mundial, Sidney entrou para a orquestra de Marion Cook, fazendo turnês na França, Londres e outros países. Depois de uma série de shows e sucesso de crítica, Bechet retorna aos EUA e se reencontra com Clarence e grava pela primeira vez com Louis Armstrong, em seguida toca ao lado de Duke Ellington por alguns meses voltando para a Europa com a orquestra de Noble Sissle, encontrando-se com Joséphine Baker.

Faz turnê na Bélgica, França, Alemanha e Rússia, se fixando por 2 anos em Paris.

Ao retornar aos EUA toca ao lado de grandes músicos como o pianista Earl Hines, os trompetistas Rex Stewart e Charlie Shavers, Tommy Ladnier e Jelly Roll Morton.


Se apresenta em 1949 em Paris como convidado de um festival de jazz, coroando sua carreira impecável, principalmente na Europa onde conquistou inúmeros fãs com sua música de concepção caprichosa e rítmica.

Bechet morreu no dia de seu aniversário de 62 anos em Paris no dia 14 de Maio de 1959.

Sidney Bechet - Summertime




Sidney Bechet: St.Louis Blues



Ouça sem moderação.

Marcello Lopes



2 Musicólatras Comentaram:

Edison Junior disse...

O bom e velho Sidney Bechet. Outro que foi mais valorizado na Europa do que em seu próprio país.

Daniel disse...

Não conhecia o Sidney Bechet, gostei muito do som dele. Grande post.

Abraço