segunda-feira, março 21, 2011

SEAL - Chevrolet Hall 2011


Desculpe equipe musicólatra por escrever em um dia que não é o meu, mas ainda estou energizado pelo show do Seal que assisti aqui em Belo Horizonte.

O show faz parte da turnê mundial e é a segunda vez que o cantor vem para o Brasil, e a primeira vez na cidade mineira, e foi realizado no Chevrolet Music Hall.

Esse é o meu primeiro show aqui na cidade mineira e também na casa de shows, a expectativa era enorme por um show que eu já sabia que seria bom, mas não tinha idéia do que me esperava.

Como fui convidado da produtora responsável pelo show na cidade, tive que chegar mais cedo e esperar para entrar imaginando que iria ficar na arquibancada ou em um lugar afastado do palco, não que eu fosse reclamar mesmo por que de graça até no banheiro!!!


Qual a minha surpresa de que fui direcionado para a Arena (pista) e fui um dos primeiros a chegar, já escolhendo um bom lugar para ficar sabendo que o show do Seal utiliza vídeos e assistir a sua banda é um show à parte.

Entrei na arena às 18hs e o show estava marcado para começar às 19hs, e infelizmente começou 20hs, sem nenhuma explicação da casa de shows, mas tudo bem, quando as luzes se apagaram comecei a sentir que seria uma noite para ser lembrada, e não estava errado.


Seal abriu com If  I´m any closer, Loaded e Killer do primeiro álbum de 1991 com uma energia absurda no palco, pulando e provocando a galera, na sequência cantou duas músicas do álbum Soul de 2008, It's a Man's Man's Man's World e I Can't Stand the Rain e Weight of my mistakes.


Seal parou para dizer o quanto estava quente no lugar (pelo calor que estava fazendo, ar condicionado não existia naquele lugar) e para dizer o quanto ele estava feliz de voltar ao Brasil, e pela alegria do 1° show na cidade mineira.

Seal começou a segunda parte do show com Love´s Divine, Prayer for Dying, Just Like you said, The way I lie, My Vision, Right Life, Violet em uma sequência pra lá de emocionante.

Uma parada por causa de um problema com o seu microfone, a banda começa a solar alguns acordes enquanto espera pela volta do cantor.

Seal voltou na terceira parte com outra sequência avassaladora começando com Kiss from a rose, Lost my faith, Dreaming in Metaphors em uma versão acústica, fechando com Amazing do álbum System.

Seal ainda cantou 2 músicas que eu não conhecia e não achei no setlist do show, sorry....

Multiinstrumentista da Banda: Baixo, teclado e vocal

Banda merece parabéns, a parte dos metais composto por loiras...rs

Ele ainda parou várias vezes pro pessoal bater foto dele.

Guitarrista + Vocal

Cantando Kiss from a Rose com uma rosa jogada por uma fã.

Tecladista + sax, ou seria, sexy ? 



Cantando Kiss from a rose e a morena babando !!
Antes da minha máquina começar a dar pau em pleno show, gravei um vídeo com a 1° música do show que foi Killer do álbum de estréia do Seal em 1991, e nos primeiros acordes a galera já estava enlouquecida.

Não ligue para mudança de enquadramento, nem mesmo a minha voz super-mega-giga-hiper afinada esguelando junto....



Fotos/Vídeo: Marcello Lopes



2 Musicólatras Comentaram:

Rafhael Vaz disse...

Muito bom quando vamos à um show e este atende nossas expectativas.

Amanhã ele vai tocar aqui em Brasília, mas vou acabar nem indo, conheço pouco o trabalho dele.

Abraço!

Daniel disse...

Que legal Marcello. Fiquei pertinho do palco, que sorte hein.

Eu não conheço o som do Seal, vou assistir o video que você gravou.

Abraço
Daniel