sexta-feira, fevereiro 18, 2011

Listas

Os 10 mais isso. Os 10 melhores aquilo.

Rolling Stones - Lista 500Esse papo de listas é sempre polêmico. Recentemente o Sons, Filme & Afins publicou dois posts comentando a lista da Rolling Stones sobre as “500 maiores músicas de todos os tempos”, e surgiu um debate acalorado sobre o que é uma grande música e o que não é, e se deveria existir um critério técnico que tornasse a lista indiscutível (clique aqui e aqui para ver os posts) .

Confira as 10 primeiras da lista da Stones:

1. Like a Rolling Stone, Bob Dylan
2. Satisfaction, The Rolling Stones
3. Imagine, John Lennon
4. What’s Going On, Marvin Gaye
5. Respect, Aretha Franklin
6. Good Vibrations, The Beach Boys
7. Johnny B. Goode, Chuck Berry
8. Hey Jude, The Beatles
9. Smells Like Teen Spirit, Nirvana
10. What’d I Say, Ray Charles

Percebe-se um claro favorecimento á música com o nome da revista (brincadeirinha, hehehe)

Como leigo em técnica músical, defendo a opinião (no caso talvez seja melhor chamar de crença) de que não deve existir um critério único. Qualquer lista sempre vai passar de alguma forma pelo gosto pessoal de quem a prepara, mas, mais importante que isso, uma música pode ser considerada “maior” não pela sua qualidade técnica mas pela importância que teve no momento em que foi criada ou lançada. Ou, ainda, uma música pode ser ótima quando considerada junto com sua letra, mas não ser grande coisa musicalmente sem ela. Ouso dizer que se um dia houver um critério técnico que seja indiscutível, poderemos colocar um computador para elaborar as listas. E seriam listas muito sem graça.

 

 

 


Mudando um pouco de assunto, mas não muito, me lembro de que há muito tempo eu assinava uma revista de música que todo mês analisava os lançamentos de CDs. O cara que os analisava, muito competente por sinal, detestava música sertaneja e detonava todo e qualquer álbum do gênero. Também não gosto desse tipo de música, mas penso que as pessoas que gostam deveriam pelo menos ter a chance de ler uma análise feita por outra pessoa que gostasse delas, é ou não é?

Gosto muito de listas, mas nunca as tomo como algo absoluto. Apenas comparo o gosto de quem fez com o meu. Portanto, caso alguma lista minha surgir por aqui em futuro próximo, já sabe, é meu gosto pessoal.

E vocês, o que acham desse polêmico tema?



6 Musicólatras Comentaram:

Rafhael Vaz disse...

Engraçado, o primeiro a interpretar "Respect" foi o Otis Redding, mas ficou famosa na voz da Aretha Franklin.

Qto às listas, já pensei uma vez sobre isso, não existe uma unânime com critérios perfeitos. Então o jeito é se divertir com as que vão aparecendo.

Abraços!!

Rodrigo Nogueira disse...

Olá Edison, obrigado pela referência ao blog!

Quanto ao tema, resumo minha opinião em alguns tópicos:
1- as listas podem ser baseadas em qualquer coisa pré-determinada, desde que os critérios sejam claros para que possamos avaliar sua coerência;
2- As músicas são formadas por uma serie de elementos que podem ser utilizados como critérios, mas me admira o fato de a música em si, ser deixada em segundo plano em detrimento de itens "acessórios" como letra, por exemplo;
3- As listas q merecem análise são aquelas que evitam a influência de gostos pessoais. Isso previne injustiças como a citada por vc no caso do "crítico" de sertanejos;
4- Listas baseadas em gosto pessoal não cabem discussões, concorda-se ou não.

Repito que essa é apenas minha opinião.

Abraço!!!

Daniel disse...

Edison

Recentemente estava escrevendo um texto sobre isso, ainda não terminei, mas em breve vou posta-lo. No texto eu cito justamente isso, as LISTAS. Tudo por que em dezembro de 2010 eu tentei fazer uma, mas acabei desistindo. Fazer uma lista não é fão facil quanto parece...rs.

Antigamente quem tinha o "poder" de fazer listas eram apenas os criticos, e muitas listas ditavam tendências. Hoje em dia não, qualquer um pode fazer sua lista e publicar no blog. Pode acreditar, existe lista de TUDO ! Eu pesquisei isso.. e encontrei lista seja "Top 10", "Top 5" de tudo que você pode imaginar..rs.

Por mais perfeita que uma lista possa ser ou parecer, ela sempre irá gerar debate, até pq como vc mesmo disse, é o gosto pessoal de cada um, por mais profissional que o que cara possa ser, ele vai fazer uma lista de acordo com o gosto musical dele.

Eu quebrei minha cabeça e por não achar um critério, deixei quieto e não fiz lista nenhuma no fim de ano..rs. O meu maior problema foi, por mais que eu citasse os álbuns favoritos ou que eu considerava como "melhores", sempre ficava um de fora, dai isso é demais para a cabeça de um musicólatra..hahah.

Abraço
Daniel

Música e Saúde disse...

Edison

Esse caso das listas sempre será polêmico e nunca (assim espero) se chegará em um consenso. Isso, se os títulos das listas começarem com "as melhores", "as piores", ou seja lá quais forem os termos usados para se referir à qualidade (ou suposta falta dela).
Eu não sou adepta a ler listas, sinceramente não me chamam a atenção, mas creio serem válidas como material de pesquisa àquelas que trazem dados quantitativos, como por exemplo "os discos mais vendidos", etc.
Porém, em geral, elas trazem opiniões qualitativas, portanto, subjetivas e impossíveis de mensurar. Mesmo nos critérios técnicos, não há como chegar em dados absolutos. A música, embora com muitos elementos exatos, é formada de elementos subjetivos e abstratos, e por mais que o autor se baseie em critérios definidos, dificilmente conseguirá ser totalmente imparcial.

Abraços!
Flávia

Emmanuella disse...

Também reparei que a primeira colocação foi justamente a canção que deu origem ao nome da revista, haha. Mas adoro a música.

Comprei essa revista quando saiu e fiquei bastante desapontada com algumas canções ignoradas, mas principalmente com algumas que foram incluídas. Mas listas são assim, sempre expressrão o gosto pessoal de quem a compilou. Há uns anos eu tinha costume de comprar as revistas especializadas em Heavy Metal, e desanimei depois de um tempo justamente por causa das resenhas dos álbuns. Parece que sempre escolhiam as pessoas erradas, sabe, justamente quem não gostava da banda em questão ou do estilo. Nunca esqueço do cara que deu nota 6 pra um álbum do Rammstein porque "é todo em alemão e eu não entendo p# nenhuma". Concordo com você quando diz que deviam abranger todos os gêneros e consultar pessoas que gostem ou ao menos conheçam sobre o que estão escrevendo.

Edison Junior disse...

Eu sabia! Esse tema sempre gera uma discussão legal.

A propósito, o Rodrigo colocou um post muito bom sobre critérios de análise musical, bem relacionado a este, no Sons, Filmes & Afins (link abaixo)

http://sonsfilmesafins.blogspot.com/2011/02/mas-afinal-o-que-e-analise-musical.html