segunda-feira, janeiro 17, 2011

Traveling Wilburys

Olhando algumas postagens antigas no nosso arquivo, reli o artigo que o Daniel escreveu sobre Supergrupos; e então pensei em falar sobre este em particular, já que não foi citado na postagem e nem nos comentários. 

O Traveling Wilburys foi um supergrupo que se juntou pra gravar apenas dois álbuns, entre 1988 e 1990; e eles eram ninguém menos que George Harrison, Jeff Lynne, Roy Orbison, Tom Petty e Bob Dylan. Infelizmente, Roy Orbison faleceu pouco depois do grupo lançar o primeiro álbum, que é considerado um clássico.

esq. dir., cima p/ baixo: Jeff Lynne, Roy Orbison, Bob Dylan, George Harrison e Tom Petty -1988


O grupo surgiu meio sem querer. George queria gravar um lado B pro seu single This Is Love, com seus amigos Roy Orbison e Jeff Lynne; e então foram para o estúdio de Bob Dylan. George havia esquecido sua guitarra na casa de Tom Petty, que foi até o estúdio levá-la. No fim das contas, acabou todo mundo participando da música, até chegarem à conclusão de que uma música era pouco e então lançarem o Traveling Wilburys Vol. 1.

O nome veio de uma piada interna. Sempre que acontecia alguma falha técnica nas gravações, George dizia "we'll bury 'em in the mix" (algo como "vamos enterrá-las na mixagem"). O novo nome gerou até os pseudônimos dos músicos, que ganharam o sobrenome Wilbury, como se fossem todos irmãos.

Handle With Care foi a tal música que deu origem a tudo:



5 Musicólatras Comentaram:

Daniel disse...

Muito legal o som dos caras, não conhecia não.

Abraço

Edison Junior disse...

Eu também não conhecia. Valeu!

Marcello disse...

Emma,
Sensacional seu post.

Eu tinha um vinil deles, até hoje me lembro do som, vou tentar baixar os 2 álbuns.

Realmente SUPERGRUPO é pouco pra esses caras....

Beijos

Edison Junior disse...

Aguardemos os links no Jazz & Rock!

Marina Peppers disse...

Achei muito legal! The Beatles é minha banda favorita, então gosto de tudo relacionado a eles. Ainda mais que tinha o Dylan e o Roy na formação original do Traveling!
Recomendo a música The End Of The Line. É muito boa mesmo!