sexta-feira, janeiro 14, 2011

A guerra do jazz: Ghetto Swingers

Swing KidsNada do que os nazistas fizeram na Europa ocupada conseguiu acabar com a música que o ministro da propaganda Joseph Goebbels chamava de “a arte dos sub-humanos”. O jazz teimosamente permaneceu vivo, como um brilhante símbolo da resistência. Quando os alemães baniram a execução de qualquer música americana na França, os músicos locais simplesmente trocaram o nome das músicas. “In the Mood” virou “Ambiance”. “Jumpin’ at the Woodside” foi renomeada para “Dansant dans la Clairière”.

Na própria Alemanha, os jovens fãs, que se autointitulavam “Swing Kids”, continuaram a desafiar a Gestapo durante toda a guerra, reunindo-se em segredo para tocar seus discos e dançar. Não foram poucos os que morreram por isso. Há um filme muito legal sobre esse tema, apropriadamente chamado de “Swing Kids”, o qual recomendo a quem se interessa pelo assunto.

O vídeo abaixo é uma montagem sobre o tema e contém cenas do filme citado.

Para desviar a atenção de seus crimes, os nazistas fizeram um filme de propaganda para demonstrar sua bondade. O campo de concentração de Terezin, nos arredores de Praga, foi maquiado para parecer uma agradável vila. Roupas novas foram distribuídas aos seus “moradores”, que eram alegremente entretidos por uma banda de jazz chamada Ghetto Swingers, da qual restou apenas a fotografia abaixo. Após a realização do filme, os músicos e demais artistas foram embarcados para Auschwitz, onde morreram com outras centenas de milhares de pessoas.

Ghetto Swingers

Muito tempo após a guerra, um reporter perguntou a Dizzy Gillespie se o jazz poderia ser considerado uma música séria. “Homens morreram por essa música,” ele disse. “Nada pode ser mais sério do que isso.”

Texto traduzido e adaptado de Jazz – A History of America’s Music, de Geoffrey C. Ward e Ken Burns



4 Musicólatras Comentaram:

Daniel disse...

Muito boa a postagem.

Edison esse filme que você citou, é dificil de encontrar ?? Queria muito assistir.

E que história triste né, os nazistas maquiaram tudo e depois nem a banda de jazz se salvou. Achei sugestivo o nome da banda: Ghetto Swingers.

Valeu Edison, por mais uma aula de história.

Abraço
Daniel

Edison Junior disse...

Acho que tem no torrent ou aqui:

http://soseriesdowns.blogspot.com/2010/09/swing-kids-os-ultimos-rebeldes.html

Daniel disse...

Valeu Edison, vou baixar para assistir.

Marcello disse...

Edison, parabéns.

Adoro tudo que tenha a ver com a guerra e nem me lembrava mais do filme...

Realmente pessoas morreram por causa do jazz o que é um absurdo total.

Espero que Goebbels esteja no inferno com centenas de caixas de som tocando hard bop só por judeus....hahahahaha