sábado, novembro 06, 2010

ETC & JAZZ

Com este post abriremos um espaço para falarmos de nossos parceiros, um pouco além daquele banner legal piscando aí do lado. Queremos despertar nos Musicólatras que aqui passam a curiosidade de passear em outras praias.

Começamos com o ETC & Jazz, de Murilo Barbosa, pianista e jornalista de Londrina (PR) e atualmente mora em São Carlos (SP). O blog é recheado com muito jazz e da melhor qualidade. Além disso, ele apresenta um programa semanal na Rádio UFSCar (95,3 FM), o qual pode ser ouvido ou baixado no blog.

Blog ETC & Jazz

Com a palavra, o Murilo:

"Criei o ETC& Jazz após dar uma guinada na minha vida profissional. Vinha trabalhando como jornalista em assessoria de imprensa há quase quatro anos, desde que me formei em jornalismo, em 2004. Vinha levando a carreira de músico em paralelo, mas quase em marcha lenta... foi então que percebi que a carreira de músico poderia deslanchar se eu dedicasse mais tempo a ela, então inverti as prioridades e passei a fazer frilas como jornalista e ocupar grande parte do meu dia com música. Assim nasceu no dia 11 de março de 2009 o ETC&Jazz, um mês após minha demissão do escritório, como parte dessas ocupações musicais.

O blog me serve como fonte de pesquisas musicais e me possibilita difundir meu próprio trabalho musical. Tenho no blog gravações que realizei, links para o meu Myspace, Facebook, Twitter, e também disponibilizo os arquivos mp3 dos programas de rádio que produzo na Rádio UFSCar FM (convite que foi feito devido ao blog, que já vinha sendo publicado em um jornal da cidade de São Carlos semanalmente).

O universo dos blogs não me interessa muito em si - não sou um aficcionado por internet, que fica navegando horas atrás de novidades ou twittando a mil por hora. Como jornalista, não confio em nada que vem só na internet. Apesar disso, costumo colocar links nos meus textos que levam à Wikipedia, mas só porque percebo que muitos dos textos que a Wiki traz sobre músicos de jazz, estilos ou teoria musical vêm de bibliografias já consolidadas do jazz, livros que tenho sobre o assunto inclusive. Mas gosto da possibilidade que os blogs oferecem de usá-los como ferramenta de comunicação, o que já me proporcionou esses convites de publicar em jornais e fazer o programa de rádio. Aliás, o programa me "obriga" a manter uma certa periodicidade no blog, já que vai ao ar uma vez por semana e me comprometo a sempre disponibilizá-lo no site o mais rápido possível após sua transmissão. Fora isso, vou atualizando o blog à medida que desenvolvo idéias, e isso requer algum tempo de "cozimento cerebral", não gosto de ficar apenas publicando simplesmente o que dá na telha ou apenas colocando algum link aqui e ali. Acho que isso valoriza o conteúdo final, deixando os textos mais duradouros e consistentes - e talvez essa seja uma humilde contribuição à tal "blogosfera", não ficar apenas despejando blá-blá-blá e sim oferecendo alguma coisa que possa ser aproveitada por outros, mesmo que provisoriamente.

Muito do blog tem a ver também com minha experiência na área de música. Vejo que, além da extrema segmentação musical, há uma decadência total não na música em si, mas na forma como os seres humanos vêm se relacionando com a música. Uma decadência do ouvir. Alguns transformam a música em fetiche, como certos colecionadores de vinil; outros a usam sem dar a menor atenção, como jovens que baixam o último sucesso do rádio em seus celulares e passam a ouvi-lo no ultimo volume dentro de um onibus lotado - não sabem se estão ouvindo música ou apenas participando do ruído do mundo; enquanto outros vêem na música apenas uma fonte de gratificação de seu próprio gosto musical, sem comprender seu aspecto socializador; outros vão a um bar com música ao vivo e não sabem mais se batem palma pro artista ou mandam abaixar o som pra não atrapalhar a conversa (esse foi um post que gostei muito inclusive, foi até transformado por amigos em email distribuído por esses spams da vida: clique aqui). A compreensão desse fenômeno me faz escrever vários textos no blog, além de jazz propriamente (aliás, compartilhar a escuta do jazz tem sido cada vez mais difícil em territórios e comunidades orkutianas onde se discute ainda se "miles davis era medíocre ou genial"... ouvidos autoritários demais!). Sou, portanto, um musicólatra com ouvidos atentos.”



3 Musicólatras Comentaram:

Daniel disse...

muito boa a sua ideia Edison. Nunca é demais demais divulgar blogs de qualidade aqui no Musicólatras.

E parabens ao Murilo pelo excelente trabalho no "ETC & JAZZ"

Abraço

Murilo disse...

Gente, valeu pela força, mas faço uma correção: não sou de Rio Claro, sou de Londrina (PR) e moro em São Carlos (SP).

Edison Junior disse...

Correção feita. Valeu Murilo, seu trabalho merece!