domingo, agosto 01, 2010

Olá Musicólatras...

O post de hoje é mais uma dica que eu espero que contribua para uma divulgação cada vez maior do Blues. Não um blues qualquer, e sim o blues feito em terras tupiniquins, o crescente e cada vez melhor (como é conhecido fora do Brasil) Brazilian Blues.
Nesse post darei dicas de nomes de alguns dos mais importantes blueseiros brasileiros, desde já peço desculpas se deixei algum de fora, mas deixo em aberto para dicas dos colegas!.

Encabeçando a lista, começo com Celso Blues Boy, um pioneiro do gênero no Brasil. Celso já tocou com diversos músicos, entre eles o grande Raul Seixas e teve o privilégio de gravar com sua majestade (diga-se de passagem seu amigo pessoal) B.B. King.




Blues Etílicos: uma das bandas pioneiras do estilo. Banda que conta com o talento incomparável do gaitista Flávio Guimarães, deixando sempre evidente a influencia de Muddy Waters no som da banda. Outro destaque é o guitarrista Otavio Rocha, que é considerado um dos melhores guitarristas slide do Brasil.




André Christovam: um dos pais do blues no Brasil, também considerado um dos melhores guitarristas do gênero. Um grande destaque na carreira de André é o seu álbum “Mandinga”, de 1989, que trouxe o fato inédito de todas as musicas serem em português.




Nuno Mindelis: renomado guitarrista de blues Angolano, porém radicado no Brasil, Nuno protagonizou um dos feitos mais incríveis que um guitarrista brasileiro poderia protagonizar: ganhou o prêmio de melhor guitarrista de blues de 1998 pela revista Guitar Player Americana. Isso mesmo, um brazuca foi considerado pelos americanos como melhor guitarrista de blues....incrível mesmo! Vale lembrar que Nuno já gravou com a lendária banda Double Trouble (banda que acompanhava Stevie Ray Vaughan)




Solon Fishbone: guitarrista gaúcho dono de uma técnica impecável, sabe ser agressivo e suave nas horas certas. Já atuou ao lado de músicos como Eddie C.Campbell, James Wheeler, Billy Branch, John Primer, Phil Guy e Hubert Sumlin. Currículo pra lá de bom!




Fernando Noronha: guitarrista dono de uma pegada forte e visceral. Noronha tem o blues não só como musica, mas também como um estilo de vida. Ao ver suas entrevistas é fácil perceber que o blues tem tanta influencia em sua vida, pois até seu jeito de falar nos remete aos velhos blueseiros americanos. Uma curiosidade, Noronha foi aluno de Solon Fishbone. Aprendeu muito bem, hein!!!




Celso Salim: grande guitarrista de blues seria uma boa definição para Salim, porém diria um pouco mais... Celso é um grande estudioso da guitarra, não só de blues mas também do Country e do Jazz. Tanto esforço dedicado ao estudo resultou em um guitarrista fluente e muito versátil. Celso Salim é formado pela Musicians Institute (MI) em Hollywood, Califórnia. Terminou seu curso sendo condecorado no final de sua estadia naquela escola como o melhor aluno do ano de 1999




Felipe Cazaux: Melódico, preciso e agressivo, essas são as melhores palavras para definir o som composto pelo jovem (realmente jovem de apenas 26 anos de idade) cantor e guitarrista Felipe Cazaux, um dos principais expoentes do cenário independente cearense. Apesar da pouca idade, Cazaux tem uma larga experiência tocando em grandes eventos pelo Brasil e se apresentando ao lado de renomados músicos como: James Wheeler, Andreas Kisser, Scott Henderson, John Primer e Eddie C. Campbell




Big Gilson: “... Quando vejo um jovem tocando blues tão bem assim e tão longe da América, sinto que minha missão nesta vida está cumprida...” - B.B. King – 2000. Depois dessas palavras qualquer elogio seria pouco. Mas é valido dizer que Big Gilson é um dos grandes nomes da guitarra slide. Fundador da banda Big Allanbik que é também uma das pioneiras do estilo no Brasil. Além de excelente musico, Big Gilson é uma peça importante do desenvolvimento do Blues em terras brasileiras.





Como disse no começo desse post, peço desculpas se deixo nomes de fora dessa lista. Mas antes de qualquer nome, meu maior objetivo é divulgar o “nosso” blues, que na minha opinião faz frente com o blues americano (pode ser que eu esteja tendo um ataque de patriotismo), porém termino esse post lembrando que em 1998 Nuno Mindelis foi eleito o melhor!!!! Por eles...

PS: depois de praticamente concluir esse post me dei conta de ficaram de fora alguns dos grandes nomes do blues nacional, ou seja, domingo que vem o post continua!



5 Musicólatras Comentaram:

Edison Junior disse...

Muito bom o post, Thiago. Sempre que falamos em blues nos vêm à cabeça os nomes manjados de B.B.King, Muddy Waters e cia. Mas não podemos nos esquecer da rapaziada de ouro que nos temos aqui. Não porque são brasileiros, mas porque são bons pra c...aramba.

Daniel disse...

Excelente o post.

Concordo com as palavras do Edison, muitas vezes quando ouvimos falar em blues o que vêm a nossa cabeça são nomes dos bluseiros consagrados e muitas vezes deixamos de lado a galera que faz um blues de qualidade e que infelizmente não é tão divulgada.

Valeu Teberga por apresentar tantos musicos brasileiros, com certeza vou ouvir um por um. E obrigado por incluir o Felipe Cazaux na lista.

Abraço.

Thiago disse...

Realmente o blues feito no Brasil é tão bom quanto o feito em qualquer outra parte. Ficou faltando alguns artistas que domingo que vem eu estarei divulgando!
Daniel, após ouvir o som do Cazaux não poderia de forma alguma o deixar de fora!!!

Daniel disse...

Não sei se você conhece, mais tem uma banda de blues de Vitória da Conquista/BA, chamada "Café com Blues". É digamos um blues tipico brasileiro, pq eles misturam o blues americano com instrumentos tipicos daqui, como zabumba e pandeiro. Sem falar que usam muito o repente também.

Eu até comentei na postagem que eu fiz, é que a mistura parece um pouco confusa, mais o fato é que ficou muito original o som dos caras. Se tiver a oportunidade de ouvir o som, não vai se arrepender.

Abraço

Daniel disse...

Ontem no Programa do Jô tocou o "Ari Borger Quartet" e para minha surpresa o Celso Salim estava tocando no quarteto. Que por sinal tem um som muito bom..

Abraço