sexta-feira, junho 18, 2010

Travessia

Caros Musicólatras,

2010-06-03 Três Pontas 02Estive no último feriado na aprazível Três Pontas, interior das Minas Gerais, terra de Milton Nascimento. Por uma triste coincidência, no dia anterior havia falecido o pai do artista, deixando triste boa parte da cidade. O lado bom foi o fato de ouvir suas músicas interpretadas em um barzinho ao lado de onde eu estava hospedado, que me embalaram o sono.

Milton, conhecido também por Bituca, nasceu em 26 de outrubro de 1942, no Rio de Janeiro. Sua mãe, Maria do Carmo Nascimento, era empregada doméstica. Cedo foi adotado pelo casal Lília e Josino Campos, que mudou-se para Três Pontas antes do menino completar dois anos. A mãe adotiva era professora de música e o pai dono de uma rádio. Crescendo nesse ambiente musical, era quase inevitável que ele também enveredasse por esse caminho. Adolescente ainda, mudou-se para Belo Horizonte, onde conheceu Lô e Márcio Borges, Márcio Guedes, Wagner Tiso, Toninho Horta e tantos outros, compondo o chamado Clube da Esquina. Ainda no final dos anos 70, Milton começou a ter suas músicas gravadas por Elis e daí ganhou o mundo.

Não vou me estender em sua biografia ou discografia, que podem ser encontrados em qualquer site de pesquisa, queria apenas deixar minha impressão pessoal.

Milton Nascimento é um artista único. Dono de uma voz fantástica, compôs algumas das músicas mais bonitas que ouvíamos durante os incríveis anos 70. Travessia é meio óbvia, mas mesmo assim é a minha favorita. É quase incantável, se me permitem o neologismo. Além de Milton, poucos se atreveram a isso. Sarah Vaughan foi uma. Elis Regina outra.

Fiquem com duas versões, uma de Milton e a outra de Elis. Não consegui escolher uma só.



2 Musicólatras Comentaram:

Marcello disse...

Edison,

O cara é sensacional, aqui em Bh fui à um show dele na Praça da Liberdade e estava lotadooooooo....

Parabéns pelo post, pela viagem.

Grande abraço

Daniel disse...

Concordo com todas as qualidades que o Edison citou sobre o Milton.

Eu conheço muito pouco da discografia dele, é um álbum ou outro apenas. O que eu mais curto é o "Pietá". Outro que eu ouvir e gostei, foi o do Milton Nascimento & Belmondo, lançado em 2008.

Abraço
Daniel