sábado, junho 19, 2010

Muddy Waters

Olá Musicólatras de todas as partes...

Continuando com postagens sobre os grandes do blues, hoje vou falar do “Pai” do blues elétrico, para mim uma grande referência musical. É com grande prazer que falarei sobre Muddy Waters



McKinley Morganfield, mais conhecido como “Muddy Waters”, nasceu em 4 de abril de 1915 no Condado de Issaquena, Mississippi. Faleceu em 30 de abril de 1983 - Westmont, Illinois.

Biografia

O apelido de “Muddy Waters” (em português, Águas Lamacentas) ele ganhou devido ao costume de quando criança brincar em um rio. Ele mudaria-se mais tarde para Chicago, Illinois, onde trocou o violão pela guitarra elétrica. Sua popularidade começou a crescer entre os músicos negros, e isso o permitiu passar a se apresentar em clubes de grande movimento. A técnica de Waters é fortemente característica devido a seu uso do slide na guitarra. Suas primeiras gravações pela Chess Records apresentavam Waters na guitarra e nos vocais apoiado por um contrabaixo acústico. Posteriormente, ele adicionaria uma seção rítmica e a gaita de Little Walter, inventando a formação clássica de Chicago blues.




Com sua voz profunda, rica, uma personalidade carismática e o apoio de excelentes músicos, Waters rapidamente tornou-se a figura mais famosa do Chicago Blues. Até mesmo B. B. King referiria-se a ele mais tarde como o "Chefe de Chicago". Suas bandas eram um "quem é quem" dos músicos de Chicago blues: Little Walter, Big Walter Horton, James Cotton, Junior Wells, Willie Dixon, Otis Spann, Pinetop Perkins, Buddy Guy, e daí em diante.
As gravações de Waters do final dos anos 1950 e começo dos 60 foram particularmente suas melhores. Muitas das músicas tocadas por ele tornaram-se sucesso: "I’ve Got My Mojo Working", "Hoochie Coochie Man", "She’s Nineteen Years Old" e "Rolling and Tumbling", grandes clássicos que ganhariam versões de várias bandas dos estilos mais diversos.



Sua influência foi enorme em muitos gêneros musicais: blues, rhythm and blues, rock, folk, country. Foi Waters quem ajudou Chuck Berry a conseguir seu primeiro contrato.
Suas turnês pela Inglaterra no começo dos anos 1960 marcaram provavelmente a primeira vez que uma banda pesada, amplificada, se apresentou por ali (certo crítico sentiu-se obrigado a sair de um show para escrever sua análise por achar que a banda tocava muito alto). As músicas de Waters inclusive exerceram grande influência nas bandas britânicas. O Rolling Stones tirou seu nome de "Rollin’ Stone", de 1950, mais conhecida como "Catfish Blues". Um dos maiores sucessos do Led Zeppelin, "Whole Lotta Love", foi baseado em "You Need Love", composta por Willie Dixon . Foi Dixon quem compôs algumas das músicas mais conhecidas de Muddy Waters, como "I Just Want to Make Love to You", "Hoochie Coochie Man" e "I’m Ready".
Entre outras canções com as quais Waters tornou-se conhecido estão "Long Distance Call", "Mannish Boy" e o hino do rock/blues "I’ve Got My Mojo Working".




4 Musicólatras Comentaram:

Marcello disse...

Hoochie Coochie Man toca sempre na minha trilha sonora.
muito bom post.

Rafhael Vaz disse...

Outra lenda do blues. São inúmeros os artistas e bandas influenciados pela música de Muddy Waters. Um filme recente e bacana que conta boa parte de sua história (o filme é mais centrado na Chess Record) é "Cadillac Records" (no caso a Chess Records, por algum motivo não puderam usar o nome verdadeiro)

Edison Junior disse...

Muddy Waters é um clássico! Ótimo post!

Daniel disse...

Excelente postagem Teberga.

Como já te disse no msn, eu conheço muito pouco do Muddy Waters. Vou procurar aqueles álbuns que você disse. Ahh eu também baixei um álbum do Blues Etílicos chamado: "Viva Muddy Waters", só não tive tempo de ouvir ainda.

Abraço