sexta-feira, abril 23, 2010

Virundum

o-equilibrista-paul-kleePaulo Francis cunhou o termo “Virundum” nos tempos de Pasquim para designar aquelas letras que cantamos erradamente, seja por não entendermos a letra correta, seja por não sabermos do que se trata e incluirmos uma palavra que nos parece mais lógica. 

A palavra virundum vem da primeira estrofe do nosso glorioso hino, “Ouviram do Ipiranga as margens pláááácidas…”, aquela musiquinha que toca antes dos jogos de futebol.

Até um tempo atrás, havia na internet um sítio com o nome Dibikini, cuja proposta era relacionar trechos de músicas que se encaixassem nessa definição. No site, os leitores podiam contar suas próprias experiências e enriquecer o acervo. Pena que acabou, pois tinha coisas ótimas e a leitura era diversão garantida. O nome Dibikini vem da música:

“Na madrugada, a vitrola rolando um blues
Tocando B. B. King sem parar...”

Muita gente entendia “Tocando de biquini sem parar”... hahahahaha... ah, você também? Desculpe, mas é engraçado...

E tem as variações sobre o mesmo virundum. Tem gente que canta “Trocando de biquini sem parar” e até “Rodando o peniquinho sem parar” – essa é campeã.

Lá vão outros virunduns, alguns meus e outros que listo de memória do Dibikini:

1) No Virundum original existem várias pegadinhas, principalmente porque a letra é de um baita non-sense para os desavisados (e para os avisados também): “Elvira do Ipiranga”, “Verás que um filisteu não foge à luta" ou "Do que a terra margarida”.

2) Eu mesmo descobri um meu recentemente. Na música Refazenda, Gilberto Gil canta “Amanhecerá tomate e anoitecerá mamão”, e eu podia jurar que era “Amanhã será tomate e à noite será mamão” – se bem que o som é exatamente o mesmo e até que o sentido não muda muito nesse caso...

3) Mais u’a minha (quase saiu um cacófato): na música do Chico Buarque, Apesar de você, eu cantava “você vai se dar mal, esse velho é o tal”, só muito mais tarde, e com a liberação da música pela censura, descobri que era “você vai se dar mal et cetera e tal”.

4) Na música do Tim Maia, “Descobridor dos sete mares”, um camarada cantava “Scoobidoo dos sete mares” – depois que li isso no Dibikini, não posso mais ouvir essa música que canto errado de propósito.

5) Há virunduns até nas músicas infantis: “o amor de Tumitinha era pouco e se acabou” - quem contou essa achava que o compositor tinha acabado de perder uma namorada chamada Tumitinha...

6) Outra do Gil, a do Sítio do Pica-pau Amarelo, cuja letra era “bananada de goiaba, goiabada de marmelo", na versão virundum vira "banana a dar de goiaba, goiaba a dar de marmelo”.

7) Até o baião está bem representado: “Luiz, respeita os oito baixos do teu pai” vira “Luiz, respeita os’ovo baixos do teu pai” – que grossura, Gonzagão!

8) Essa do Djavan também é legal: “mais fácil aprender japonês em Braille", em virundum é "mais fácil apedrejar pôneis em Bali..." – que viagem!

9) Não escapou nem o Menino do Rio, do Caetano: “Menino do Rio / Calor que provoca arrepio / Dragão com a toalha no braço”, em vez de “Dragão tatuado no braço”.

Curiosamente, já houve pelo menos um caso em que o autor da música mudou a letra porque o intérprete cantava diferente. Foi o que aconteceu com “O bêbado e a equilibrista”, cujo primeiro verso originalmente era para ser “Caía a tarde feito um dia adulto", e que Elis modificou para “Caía a tarde feito um viaduto”. Por respeitá-la muito e/ou ser então apenas um iniciante, João Bosco acatou a sugestão.

Eu gosto mais da versão original, um baita achado poético. Além do mais, meu lado engenheiro não gosta muito desse negócio de cair viaduto, não...

E você, tem seu próprio virundum? Divida-o com a gente! Prometemos não rir muito… ;)

P.S. Essa Elis, hem? Tá cantando cada dia melhor!



5 Musicólatras Comentaram:

Rafhael Vaz disse...

Na música Saigon, famosa na voz de Emílio Santiago, no verso ele canta: "Anoiteceeeu! Olho pro céu e vejo como é bom..." um amigo meu cantava "Cadê vocêee?" ao invés do anoiteceu. uaheuhaeuh
Quando era moleque, eu cantava errado a música do Titãs "Homem Primata", a forma original é: "Homem Primata! Capitalismo selvagem (Ôooo)" eu cantava "Homem que mata! Capitalismo Selcagem..." UAHuhauheHE
Lembro também, em meados do ano 2000, eu cantava errado o refrâo da música "Trem das Onze" do Demônios da Garoa. A forma correta é "Moro em Jaçanã/Se eu perder esse trem / que sai agora às onze horas / Só amanhã de manhã"
Como eu não sabia o que ele falava eu improvisava para não ter de parar de cantar: "Moro em São Joãoo, seu perder esse trem..."
AUHUAHUEHUEHEUEUhuh
Se eu forçar até lembro de mais, mas chega de mico por hoje. =P

Rafhael Vaz disse...

Ah esqueci. Ótimo post!! Bem divertido.

Emmanuella Conte disse...

" “Na madrugada, a vitrola rolando um blues
Tocando B. B. King sem parar...” Muita gente entendia “Tocando de biquini sem parar” " - HISTÓRIA DA MINHA VIDA, AUHAUHAUh. Bom saber que eu não era a única que entendia assim!

Eu não me lembro agora de uma situação minha, mas me lembro da minha irmã, quando era pequena... "Pacato Cidadão" do Skank virava "Macaco Cidadão". Era hilário.

Adorei o post, to rindo demais HUAHuh

Daniel disse...

Excelente post Edison. Muito divertido.

Bom EU sei que canto e troco muita letra de música, porém não me lembro de nenhuma aqui, mais vou tentar puxar pela memória e depois eu posto.

Agora quando o assunto é inglês é um desastre, eu pelo menos tenho mania de tentar cantar em inglês e o desastre é inevitável...rs.

Depois de ler o texto e os comentários, vou ficar encucado para tentar lembras as músicas que eu canto errado..hahahah. Se eu lembrar comento aqui.

Abraço
Daniel

Maria Paz disse...

Nossa, eu não sabia que esse errinho na hora de cantar as músicas tinha nome!!!! To morrendo de rir aqui! Esse site "dibikini" tinha que existir ainda, muito boa a ideia!!
Vou relatar um erro também :) Eu e minha irmã cantávamos Será do Legião da seguinte maneira: "Será que vamos ter que responder/Pelos DEDOS a mais, eu e você?" quando na verdade era: "Será que vamos ter que responder
Pelos ERROS a mais, eu e você?"

Não faz nenhum sentido hehehehe. Muito bom o post, bem divertido :)